Follow by Email

terça-feira, 27 de maio de 2014

Uma vida mais que perfeita!

Abençoada! Esta palavra define tudo o que estou a viver, todas as sensações e todos os momentos.
A perfeição está cada vez mais próxima, Deus colocou no meu caminho um homem maravilhoso, que me cuida, que me ama, não só a mim, mas também aos meus com a mesma intensidade.
Com ele estou a completar um dos meus maiores sonhos, o de voltar a ser mãe, aguardamos ansiosamente pela Sofia e pelo o Afonso. E cada dia que passo do seu lado se torna cada vez mais brilhante viver.
Estivemos guardados um para o outro para que o momento certo chegasse, o momento de Deus!
O melhor está sempre para vir!

Vivo cada segundo de todos os vossos sorrisos!










sexta-feira, 11 de abril de 2014

11 de Abril de 2000, nascia o meu espelho! Parabéns primeiro amor da minha vida!

Pois é, já lá vão 14 anos... O tempo passa, e as mudanças são cada vez mais visíveis, o meu espelho deixou de ser criança e a cada dia que passa torna-se num jovem adolescente, com mais personalidade e competências para se tornar num jovem adulto.
Foi, e é sem dúvida o primeiro grande marco na minha vida, com ele aprendi e senti o que seria ser mãe, algo para o qual eu já sabia que estava destinada, mas nunca com tanta intensidade.
Os anos vão passando e tu tornas-te cada vez mais o meu confidente, o meu espelho, sinto que somos iguais em muitas e muitas coisas.
És o início do amor maior do que a vida, de que tanto falo, quantas vezes já chorei no teu colo e senti as tuas palavras doces. Tu sabes quando estou triste e quando estou feliz, olhas para a minha alma como eu olho para a tua.
Apaixono-me por ti todos os dias, cada vez mais e mais, e a maior garantia que me dás é que vais estar sempre do meu lado, aconteça o que acontecer, porque sempre foi assim, um do lado do outro.

És o meu melhor amigo, e eu sou sem dúvida a tua melhor amiga, partilhamos sensações e aflições, sempre de mão dada.

Amo-te com uma intensidade maior que a vida!

Parabéns meu pilar!

Um amor maior que a própria vida (G&F&S&A)


Alma Gémea!






O brincalhão!





O homem crescido!






E esta música porque sei que gostas!


quinta-feira, 3 de abril de 2014

3 de Abril! Até podia ser hoje o dia da Liberdade! Pois revolucionário como ele só visto!

E aí está, mais um ano! Vou tentar não me repetir em palavras, mas a verdade é que o meu pequeno rebelde já tem 10 anos! E está a crescer a olhos vistos, está a deixar de ser o meu bebé e a transformar-se num homenzinho! Com ele leva todas as loucuras próprias da idade, poderia dizer que ele é uma mistura de inteligência, rebeldia e uma boa dose de amor, porque apesar de todo aquele ar de durão tem um coração tão mole mas tão mole, que lhe dá uma doçura escondida, a quem ele revela apenas a quem lhe é mais importante.
Hoje acordou todo cheio de emoções. "Adoro fazer anos mamã", deu-me aí uns quinhentos beijos, diz ele que é para distribuir também pelos manos. (A&S). E são nestes pequenos gestos que eu descubro o Francisco, o verdadeiro Francisco!

Parabéns meu pequeno rebelde, contigo aprendo a tua doçura!

Amo-te daqui até à Lua, palavras que tantas vezes me dizes, e acredita que não existe nada de melhor no mundo do que ouvir-te a dizer que me amas!

P.S. Os manos adoraram os beijos, pois ainda não pararam de dar chutos!



quarta-feira, 5 de março de 2014

E nós que cá vos esperamos...

Entre horas a fio no descanso, ansiedades e afins, cá me vou entretendo e mexendo com a criatividade!

Sofia!






Afonso!






E nós que cá vos esperamos!







E a Criatividade da mamã!










quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

À descoberta da Sofia e do Afonso!

E lá se passou o 1º trimestre... mais uma fase, e mais descobertas, conseguimos finalmente conhecer mais um pouco do seriam os nossos bebés, Sofia e Afonso.
Ela toda mexida, deixando-se fotografar, enquanto o Afonso se mantinha muito tranquilo no seu ainda muito pequeno mundo.
Estamos quase nas 18 semanas, sensivelmente a meio da gravidez, aumentam os sonhos as ansiedades, vamos entrando na fase da preparação mais concreta, nas roupas, fraldas e afins... cor do quarto, cor dos berços, e dou comigo sozinha a pensar (será que eles vão gostar?), coisas de mãe anciosa...
Sinto que estou a viver tudo de novo e como novo, e na realidade não deixa de ser...
Gonçalo... 13 anos, Francisco... 9 anos, e não esquecendo que cada qual no seu tempo, e agora... dois, é ou não é como se fosse tudo novo?
Não esquecendo que a tudo isto junto também a minha ansiedade de conseguir lidar com tudo, não quero nem posso falhar, estou a construir uma família... Todos me dizem (é claro que vais conseguir, foste abençoada), e eu sei que fui mesmo, sinto vida dentro de mim como nunca senti.
Sinto tudo isto como uma oportunidade de viver mais e melhor, sempre me achei uma mulher de família, casa cheia, mesa cheia... lembro-me que sonhava com isto, e Deus apenas está a colocar nos meus braços todas as vivências que eu sempre esperei para mim.
É incrível a quantidade de amor que se consegue sentir, é incrível a quantidade de amor que o nosso coração é capaz de receber, olhar para os mais velhos, os rapazes cá da casa e ver que vão ser uns protetores sem fim dos manos que estão a caminho, eu sei que os preparei bem para isso, pois soube sempre dar-lhes o amor na medida mais que certa, para a possibilidade de um dia estarmos a viver o que estamos a viver.
Ser mãe é um amor que vai para além da razão, que vai muito além de tudo o que poderíamos alguma vez imaginar sentir.
Ser mãe, é ver os sorrisos, os choros, as noites mal dormidas, as preocupações, as alegrias...
Ser mãe é sentir que a nossa pele e o nosso ar se estende e nunca mais acaba...

É um amor sem fim...Para o qual Deus nos prepara... e nós só temos de o receber de braços bem abertos!


"Há uma primevera em cada vida:
É preciso cantá-la assim florida,
Pois se Deus nos deu voz, foi pra cantar
!"


FE

 


terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Por quanto tempo vos vou amar... PARA SEMPRE

Ser mãe... existe maior dádiva de Deus? A primeira vez tinha eu 22 anos... uma míuda pensava eu, repleta de medos e receios, os ditos normais para quem vai ser mãe pela primeira vez, sonhava como seria, e várias vezes me questionava... Serei eu capaz de proteger este pequeno ser que habita no meu ventre, a verdade é que fui mesmo capaz, mal o recebi nos meus braços percebi... eu nasci para ser mãe.
É uma magia que nos ultrapassa, que nos leva a atravessar montanhas e a lutar por tudo e com todos só para os ver felizes.
Segunda vez... 26 anos, mais serena voltei a ser mãe, e escusado será dizer que o meu coração cresceu para lá do imaginável, não foram tempos fáceis, mas foram tão gloriosos, tão doces.
Lindos os meus filhos, tão iguais e tão diferentes, cheios de vida e personalidade, tal e qual como eu algum dia os imaginei, pois orgulho-me de todos os valores que lhes vou passando.
Gonçalo, 13 anos, o meu melhor amigo, confidente, parceiro.
Francisco, 9 anos, traquina, aventureiro, doce.

E agora... 35 anos, 12 semanas de gestação... e fui abençoada com gémeos, quem me conhece sabe que sempre disse que o que realmente me preenche é ser mãe.

É um amar mais do que amor, é maior que o nosso ar, que a nossa pele, é ter identidade, deixar identidade, é ser solidário, generoso, é rir, é chorar.

Ser mãe é amar para a vida... até à eternidade... "Até que a alma me doa"

E hoje em dia quando me perguntam... Qual é a sua profissão?... E com brilho no olhar eu respondo... SOU MÃE!













sábado, 4 de janeiro de 2014

Descobri que não estou sozinha!

Apenas descobri que não estou sozinha, e não falo dos meus filhos ou do meu marido... pois esses sei que estarão sempre comigo, falo de algo novo, algo pelo qual anciava mesmo não estando programado, pelo menos por agora, e eis que o destino nos prega uma surpresa e temos o SIM, eles estão a caminho... é verdade... estão... são 2. Duas pequenas criaturas que me acompanham e me enchem de vida por dentro. Vou voltar a ser mãe, aquele momento mágico que já tive o prazer de viver com o Gonçalo e o Francisco. Na realidade não esperavamos mesmo que fossem 2... gémeos... meninas... meninos... menina e menino... ainda está no segredo, cedo demais para descobrir, mas é mais que certo que estão cá os 2, a viver me e eu a vivê-los como se fosse tudo novo.
E no meio de todas estas mudanças recordo o sorriso dos meus filhos aquando a chegada da boa nova, o Gonçalo com o seu sorriso suave dizia, mãe estou muito feliz, o Francisco por sua vez caiu em lágrimas (de alegria dizia ele), e com todo o seu ar traquina e amoroso me disse, "mamá e eu que só tinha pedido 1, não era preciso 2" e chorava e chorava. Todos os dias me pergunta, mamã já os consigo ouvir?
Cada dia que passa me sinto mais inteira, mais completa, mesmo com todos os receios que surgem no meio de todas as emoções...

9 semanas e 2 dias...

Agora mais do que nunca... eu não estou sozinha... "Tenho alma e sangue e vida em mim" FE