Follow by Email

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Parabéns Mulher Guerreira!

Conheço-te desde que me conheço!

Sinto que vivi sempre contigo, mesmo longe estivemos perto.
Penso muitas vezes no que já vivemos juntas, as brincadeiras, os sorrisos e também as lágrimas.
Vivemos tão intensamente a vida uma da outra.
Hoje é o teu aniversário, e sinto-nos mais unidas que nunca, e então quero prestar-te homenagem, apenas por seres quem és, por seres amiga, irmã e companheira.
Sei com toda a certeza que iremos estar sempre juntas, porque o que nos une é muito mais que o sangue das nossas mães a correr-nos nas veias.

Parabéns Mulher Guerreira!
Linda e de coração puro!

Adoro-te!




sábado, 4 de maio de 2013

Á deriva... com inteligência

E eis-nos aqui à deriva, como que largados para que toda a nossa inteligência seja testada. Desde o dia em que nascemos somos colocados à prova, somos felizes, sofremos, choramos, sorrimos, tudo isto faz parte da nossa vivência. Nem sempre acontece como queremos, ou como desejamos, e então é aí que a nossa inteligência entra, ou nos entregamos... ou lutamos, por nós, por alguém ou por algo. A isto se chama viver. Lamentar... não... sorrir e enfrentar de novo, nos fortalecer e encarar cada descida como uma nova oportunidade de subida.
Hoje eu sou feliz, sinto-me inteira... com grandes coisas? Não, com as coisas mais simples da vida... se vai ser sempre assim?... Não sei... mas quem sabe? Ninguém...

Devemos viver e viver intensamente, olhar para tudo o que nos rodeia e sentir sempre a sua melhor parte, sentir as coisas boas e sorrir com elas e mesmo quando sentimos as más, aprendemos com elas e acabamos a sorrir também.

Aproveitar todo o nosso tempo e preenchê-lo de inteligência e sabedoria, aprender a sorrir com o que um dia nos fez chorar. Porque as certezas são apenas duas... é que nascemos e que um dia havemos de morrer.


Aproveitem a vida, o momento... vivam com toda a vossa entrega, sejam felizes e façam tudo o que esperariam ver feito por vocês...







quinta-feira, 2 de maio de 2013

Beleza infinita que me rodeia

Beleza infinita que me rodeia, acordo com vontade de tudo e vontade nada, acredito que sou feliz, que vivo cada dia só para te ver, alma minha que eu amo, alma minha que desejo.
Sol quente que me aquece, vento quente do sul... alma que te sente... quero-te!
Espelho meu, metade de mim que me torna inteira, quero-te!
Caminho e sinto-te, vejo-te e desejo-te... és meu... alma minha que eu amo...
Metade... inteiro... respiro, acordo! Sinto a minha pele a gritar por ti... hmm a magia... conversa que se sente... arrepio que nos cerca! Encaixe perfeito... molde mais que certo...
Beleza infinita que me rodeia... quero-te!







segunda-feira, 22 de abril de 2013

Hoje e Amanhã

Caminho em direcção a tudo e em direcção a nada
Vagueio entre o hoje e o amanhã,
Dou de mim apenas a quem merece...

Aprendo...

A vida ensina...

Aquela que outrora se escondia, acordou
Agora nada me pode ferir
Estou mais forte a cada dia
Sonho... e volto a acordar
Tu existes, és real, proteges-me
Envolves-me nos teus braços em cada adormecer
E beijas-me no acordar

Caminho em direcção a tudo e em direcção a nada
Vagueio entre o hoje e o amanhã
Contigo sempre do meu lado...



quinta-feira, 11 de abril de 2013

Gonçalo o princípe encantado!

Fizeste de mim menina mulher, transformaste tudo na minha vida, fizeste-me ver o amor de verdade... Ser mãe, essa partilha de sentimentos que saiem da nossa alma.
Nasceste numa 3a feira... 21:45, eu estava tão nervosa, ia ver-te pela primeira vez, ter-te nos meus braços, lembro-me que sonhava contigo vezes sem conta, e como tinhas crescido dentro de mim de uma forma tão perfeita, amei-te desde o primeiro instante. Tu fizeste de mim a mulher que sou hoje, e juntos caminhamos desde o primeiro dia. Hoje digo-te tantas ao ouvido... "és o meu companheiro... amo-te" e tu respondes com o mesmo ar doce... "eu também te amo mamã"...
Nem sempre é fácil chegar até ti, estás adolescente... o meu bebé cresceu... 13 anos... Oh Deus 13 anos, ainda no outro dia tinhas caracois loiros e gatinhavas...
Sei que és um sonhador, é próprio na tua idade, também sei que é a mim que contas esses teus sonhos, somos os melhores amigos. Fizeste e fazes de mim mais feliz.

Parabéns meu doce... tu és lindo e fazes de mim um ser maior...

Nunca deixes de acreditar... tu és um princípe e eu AMO-TE






sexta-feira, 5 de abril de 2013

Cair...

Vivo todos os meus dias a correr, esqueço algumas partes de mim. Choro, rio, sou feliz, sou infeliz.
Nem sempre me foi fácil viver, bem, nem sempre me é fácil viver. Na maioria das vezes escondo-me no que deveria dizer, no que deveria contar.
Já caí (algumas vezes), já levantei (tantas quantas caí), aprendo, vivo. Cair é aprender, aprender a levantar e a viver de novo. Luto todos os dias, contra o que quero, contra o que não quero.
Sou frágil, sou forte... sou guerreira!
Muitas vezes anulo-me, por amor, por compaixão, por amizade. Não consigo viver egoísta, olho em redor... não sou só eu que sofro, outros mais sofrem. Volto a aprender, cresço, vivo, luto.
Já tomei decisões certas, outras erradas, mas nunca me deixei parada... na inércia. Eu quero viver, e nem sempre viver significa ser feliz, mas eu vivo e sorrio, choro, mas acredito...

O melhor está sempre por vir! E o que hoje nos faz chorar, um dia nos fará sorrir!








quarta-feira, 3 de abril de 2013

O míudo reguila!

Míudo reguila de jeito traquina, sorriso rasgado que vive intensamente, característica da tenra idade. Ainda me lembro na primeira vez que te senti nos meus braços, na primeira vez que os nossos olhares se cruzaram, cabelos negros, olhos de azeitona e pele de seda. Hoje fazes 9 anos e cada dia que passa fazes a minha vida mais feliz, é impossível descrever o amor que sinto por ti, o orgulho que tenho em ser tua mãe.
O meu míudo reguila faz 9 anos... Fecho os olhos e lembro as coisas que todos os dias me ensinas, as piadas que contas, os pequenos teatros, e eu sempre digo... Francisco ainda vais ser ator...
Fecho os olhos e  lembro de quando me dizes logo pela manhã... "mamã tu és tão bonita", enches o meu peito de amor, preenches todos os sentidos da minha vida!
Míudo reguila de jeito traquina, sorriso rasgado, pele morena e olhar doce... tu hoje fazes 9 anos!


Ao meu filho Francisco Torrão que hoje completa 9 anos e que juntamente com o irmão enche o meu coração de alegria!

Amo te filho... um amor sem explicação... Parabéns!!





quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

O dia perfeito para ser feliz!

Acordo, olho para o relógio, são 7:00 e o dia está a começar... consigo ouvir o comboio, e penso... não vivo assim tão perto da estação é então que começo a viajar...
Crianças brincam no fundo do corredor, enquanto as suas mães conversam, aquela conversa conveniente para uma viagem de comboio entidiante que ambas querem que passe rápido, olho pela a janela e sinto a vida a passar... e ouço mais conversas... histórias, umas alegres, outras mais tristes.
Começo a sentir-me viva, abro a janela para deixar entrar o ar, o cheiro a Primavera e sinto-me ainda mais viva, sonho ainda mais... fecho os olhos e começo a sentir o teu rosto, ainda o tinha nas minhas mãos, sabia-o de cor. Aí começo a sorrir, tu fazes-me sorrir. Lembro o teu jeito engraçado misturado com um olhar doce, a tua segurança enquanto falas e sorrio ainda mais, perguntas-me, (de que estás a sorrir?) Respondo-te com a ternura de sempre que apenas te admiro e que a tua voz me faz sorrir e olhas-me, eu desvio-me... e volto a olhar-te, sinto-te em mim, não que me estivesses a tocar, mas como se já soubesse como seria o teu toque, é então que as nossas mãos se unem e o tempo pára, ficava ali para sempre a sentir o calor da tua mão, o gosto da tua pele.
Volto a sentir o cheiro da Primavera e lentamente abro os meus olhos... vejo o dia perfeito para ser feliz...

A ti que me fazes feliz com o teu jeito simples de estares presente, de seres amigo, de seres doce... A ti que me dizes o que sentes e deixas-me também dizer o que sinto, a ti com quem consigo ser eu sem ter medo... a ti que és ESPECIAL!!!


domingo, 17 de fevereiro de 2013

A vida não é a pessoa que perdeste, ou manhã ou dia passado... É o regresso de um novo dia com esperança e alegria como sobremesa e lembra te em momentos como este, foste Feliz, e voltarás a ser.

Talvez a solução esteja em deixar de nos questionarmos acerca da nossa existência, a vida é para ser vivida, o ar, o azul do céu, o gosto de mar, tudo isto nós faz sentir vivos assim como o sorriso de uma criança no virar da esquina. O amanhã dá-nos a resposta ao que não sabemos hoje.
Mesmo quando vemos um sonho fugido, mesmo aí não devemos caír, logo o vemos explicado. Nós enquanto seres humanos, somos impacientes vivemos na ansiedade de respostas, de ver o imediato realizado e acabamos por não aproveitar o sabor do vento.
Hoje eu sou melhor do que era ontem, algo que não aprendi sozinha, enganado está quem acha que pode tudo sozinho, seja por uma palavra, um olhar, um toque ou um abraço, alguém sempre nos ensina algo.
Não deixar de acreditar, ver sempre o lado bom, ver o erro como aprendizagem, amar mesmo quando nos odeiam, faz de nós um Ser maior.
Eu continuo a acreditar, porque eu sei que estás aí e um dia também vais ser para mim.