Follow by Email

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Busca

E tudo não passa de uma busca... até encontrares o teu ponto, o teu foco, o lugar que faz de ti são, capaz de viver de sorriso aberto sem medos, de cabeça no lugar a caminhar para o teu lugar feliz.
Tens de ser tu a encontrá-lo e por vezes nem sempre o caminho é fácil, és cercado por uma montanha russa, um vai e vem de sentimentos e culpas que na maioria das vezes não te deixam viver tranquilamente.
Mas viver é lutar, é caminhar, é sorrir, é chorar... é olhar, é beijar... é amar, é cair e levantar! E nós e esta máquina maravilhosa à qual chamamos corpo somos capazes de tanta coisa... de tanto poder. Mas o que fazemos na maioria das vezes é desvalorizar tudo o que somos capazes de fazer e de viver...

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Desistir ou apenas não tentar...

Eu sei que te leio por dentro, sei que te tornas especial mesmo quando o meu olhar não se cruza com o teu...

De ti ouço... "pudesse eu escolher"... De mim ouves... "porque eu te sinto para além da razão"...
Amo-te mesmo não te amando, e respiro-te mesmo não te respirando!
Daria tudo por mais um instante contigo!
Uma última vez eterna, eu sei que faríamos dela eterna! E seria mesmo que eterna a última vez, o último toque, o último cheiro e o último beijo!
E mesmo assim ficaríamos um do outro na nossa última vez eterna...

Será que foi desistir? Ou apenas não tentar...



sábado, 2 de novembro de 2013

Incondicional

E o que seria amar se não fosse incondicional, se não fizesse a tua pele vibrar e o teu respirar sem ar! O coração falar... muita para além da tua razão!
O que seria amar se a tua vontade de fugir te mantivesse sempre por perto ao invés de te levar! E o que seria amar se não te fizesse sonhar, se não fizesse a magia... e o que seria amar se não houvesse duas metades inteiras que se tornam numa mais que perfeita!

Amar é incondicional, amar é seres tu muito para além do real, do verdadeiro. Amar é ver no outro o teu ser... E o que seria amar se não te fizesse sorrir até de olhos fechados... e o que seria amar se não fosse o tudo ou nada!

E o que seria amar se não fosse viver no limite, e o que seria amar se não fosse olhar muito além do olhar...

Amar... é Incondicional...




sábado, 31 de agosto de 2013

Ficar em ti não passa de uma memória... de um sonho inacabado de menina! Tu eras para ser único! E o ar levou-te para lá do inesperado...
Como poderia eu não te amar, se o amor vai para além do que é inteiro...
Não fujas do que te diz a verdade, porque só ela te acompanha verdadeiramente... tudo à volta fica apenas em cenário!!!




segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Montanha Russa!

Montanha russa, definição constante e presente em mim.
Eu só queria conseguir viver-te... e acabo por navegar num mar sem fim e perco-me... perco-me em pensamentos, choro, acordo, fico frágil, recuo, avanço... é tudo tão incerto, tão sem chão... e acabo por não conseguir viver-te...
Queria guardar-te e abraçar-te por dentro...
Tu és metade de mim, mesmo sem o seres, és alma que dá cor ao meu sorriso... e mesmo assim eu não consigo viver-te...
Recolho-me por dentro dos meus sonhos e imagino-te sempre comigo... de mão dada, foi assim que sempre te imaginei... de mão dada... e mesmo assim não consigo viver-te...

Montanha russa, definição constante e presente em mim...

E eu só queria conseguir VIVER-TE!



quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Sem ti do meu lado

E de repente tudo muda...

De repente os dias vão passando e a dor vai junto com eles, a saudade vai-se transformando, como um nevoeiro consumido pelo calor do sol de primavera.
Eu volto a ser eu... aos poucos torno-me em mim, deixo novamente fluir o meu sorriso, a minha pele brilhar.
A verdade é que estou a aprender a viver sem ti, a arrancar de mim tudo o que ainda restava da tua pele, a esquecer o teu sabor, o som da tua voz mesmo quando não estavas comigo, o coração está a deixar de doer, a voz a deixar de tremer.
Ganho a força que tinha perdido, e volto a caminhar sem ti... do meu lado...





Sinto-te na minha pele de uma forma tão incondicional... como se de AR se tratasse... Somos um do outro nos olhares escondidos na nossa alma!
Vivemos a sonhar com um final feliz, com o dia em que a sorrir nos vamos amar...
Fica para sempre em mim... com o teu abraço forte!




sábado, 10 de agosto de 2013

Nunca deixei de lutar por uma causa perdida...

Lembro-me das tuas palavras vezes e vezes sem conta...

A letra realmente diz tudo!

Nunca fue tan breve una despedida
nunca me creí que fuera definitiva
nunca quise tanto a nadie en mi vida
nunca a un ser extraño le llamé mi familia
Nunca tuve fe en mi filosofía
nunca tuve yo ni gurú no guía
nunca desprecié una causa perdida
nunca negaré que son mis favoritas
Esta es mi flor de loto
y yo era su sombra
esta es mi flor de loto
mi mundo no se aclarará
tanto vagar para no conservar
nunca nada
Nunca una llama permanece encendida
nunca aguanté su calor
nunca más, nunca más de un día
nunca desprecié ser un alma invadida
hasta que vi frente a mí por quién yo moriría
Esta es mi flor de loto
y yo era su sombra
esta es mi flor de loto
mi mundo no se aclarará
tanto vagar para no conservar
nunca nada
Querrás tu rectificar
las líneas de mis manos
¿quién esparcirá al azar los posos del café?
¿Y qué decía la bola de cristal
cuando echó a rodar?
¿Qué más puedo necesitar?
Tengo algo que perder
¡no puedo perder!
Flor de loto
flor de loto
flor de loto
fácil es buscar
fácil no encontrar

Querrás tu rectificar
las líneas de mis manos
¿quién esparcirá al azar los posos del café?
¿Y qué decía la bola de cristal
cuando echó a rodar?
¿Qué más puedo necesitar?
Tengo algo que perder
¡no puedo perder!



quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Apenas vou-te deixar ir...

Não imaginas o quanto eu quis amar-te sem receios. Deitar a cabeça no teu ombro. Saber que chegava a casa e via o teu sorriso... é tão bonito o teu sorriso...
Quantas vezes eu senti saudades da tua pele na minha, do toque da tua mão... Mas eu não tenho mais força. Eu não consigo me permitir a suportar mais a tua ausência, quando era comigo que deverias estar.

Se algum dia ficares sozinho... vem buscar-me, porque certamente... ainda te irei amar.

Guarda tudo o que vivemos...







quarta-feira, 31 de julho de 2013

Porque amar-te foi algo que me ficou na pele...

A ti meu amor, aquele que está em mim, na minha pele, no meu Ar...
A ti, que és quem eu procuro em cada Luar
A ti que tatuei em mim...
 
Não fui eu que escrevi o texto que se segue, mas faz todo o sentido...
 
 
 
 
“É isto. É esta urgência. Esta precisão. Como se a vida acabasse amanhã. Como se tivesse de ser agora. Agora ou nunca.

Diz-se amor quando é agora ou nunca.

Nunca quis como te quero. Nunca desejei como te desejo. Nunca soube o que era desejar alguém. Até ti nunca soube o que era desejar. Até ti nunca soube de mim.

Diz-se amor quando até ele nunca soubeste de ti.”





sexta-feira, 26 de julho de 2013

Parabéns Mulher Guerreira!

Conheço-te desde que me conheço!

Sinto que vivi sempre contigo, mesmo longe estivemos perto.
Penso muitas vezes no que já vivemos juntas, as brincadeiras, os sorrisos e também as lágrimas.
Vivemos tão intensamente a vida uma da outra.
Hoje é o teu aniversário, e sinto-nos mais unidas que nunca, e então quero prestar-te homenagem, apenas por seres quem és, por seres amiga, irmã e companheira.
Sei com toda a certeza que iremos estar sempre juntas, porque o que nos une é muito mais que o sangue das nossas mães a correr-nos nas veias.

Parabéns Mulher Guerreira!
Linda e de coração puro!

Adoro-te!




quinta-feira, 27 de junho de 2013

Subconsciente

Escrevo pelas memórias, pelo conforto, escrevo para que mais tarde me possa lembrar entre pontos e vírgulas de tudo o que fomos falando.
Escrevo para guardar cada segundo de cada sentimento escondido.

Ontem resolvi contar-te algo que fazias com alguma regularidade, algo que eu sabia que poderias nem te lembrar, pois o fazias enquanto dormias... Um aconchego de braços, um toque tão doce que ainda hoje o consigo sentir.
A brincar respondeste-me que o teu subconsciente gostava mais de mim do que tu.
E o que é o amar verdadeiro se não for inconsciente, se não é aquele que está guardado por um ou outro motivo.

Só se ama conscientemente quando outrora se amou inconscientemente...


"O olfacto é uma vista estranha. Evoca paisagens sentimentais por um desenhar súbito do subconsciente."
Fernando Pessoa




terça-feira, 11 de junho de 2013

Encontro

Hoje apeteceu-me fugir do amor, virar as costas e deixar de lhe falar, dizer-lhe tão alto quanto pudesse que teria de ir embora, viajar para o fim do tempo.
Quis deixar de o ver e sentir, escondê-lo no fundo de um armário, quis dizer-lhe mesmo que a mentir que não o queria...

Mas como poderei eu dizer-lhe tudo isto quando é um amor maior que a vida...

Na verdade, queria vê-lo em cada acordar e em cada deitar, sentir o seu calor quando me abraça e suavemente me adormece nos seus braços, sentir todos os dias o sabor do beijo, o sorriso dos seus olhos, o gosto moreno da sua pele.

Encontrei-o, sim eu encontrei o amor da minha vida, aquele que ao inicio achava que nunca poderia ser, sim é ele, aquele com quem já lutei, de quem já fugi, aquele que muitas vezes só com um olhar eu abracei.

Espero-te pacientemente... espero por nós...









domingo, 9 de junho de 2013

À distância de um abraço

E o que acontece quando a minha mão sonha com a tua? Quando elas sentem sede uma da outra?

Espero pacientemente por ti, para que voltes ao meu sorriso, para que voltes a sentir o mesmo calor no abraço.
Andamos vezes sem conta lado a lado e não nos vimos, quis mostrar-te que não poderia viver sem ser tua, mas o medo levou-me embora.
Hoje senti-te escondido de mim, queria procurar-te... mas não quero invadir-te...

Já vivi, sobrevivi e voltei a viver, e sempre sem te ver, ou a achar que não te via...

Hoje mais do que ontem sou tua, aguardo-te, espero-te. Vivo a tua pele morena, o teu sorriso aberto, o teu olhar doce.



quarta-feira, 5 de junho de 2013

Conversa de duas almas!

E do que a alma é capaz... de comandar o nosso corpo...
Dois opostos, um só fim... estarem juntos, diferenças... muitas.
Recordo muitas vezes a primeira vez que o vi, a primeira vez que os meus olhos cruzaram com os dele, senti que sorria com o olhar, mas a minha alma a mentir a si própria disse... não. Vivi uns dias com aquele pensamento... somos diferentes.
Interessante como o nosso corpo consegue mentir, quando na realidade sente o oposto...

Aos poucos fui-me sentido conquistada, pelo sorriso, pela pele, pelo jeito miúdo de ser, pelo o olhar grandioso... sim foi o olhar grandioso... digo vezes sem conta, o olhar é o espelho da alma... e o dele mostra uma alma tão grande... tão verdadeira.
Na verdade, não ouvimos a mesma música, nem sempre rimos das mesmas piadas, mas o certo, e o que fui percebendo é que o meu corpo e o dele estão em constante conversa, mesmo quando me diz que não consegue ter uma conversa séria.
Às vezes eu sou o positivo e ele o negativo, outras eu o negativo e ele o positivo, e quando isso acontece ele é um positivo tão doce... tão eterno.

Acho que com o tempo a minha alma viu um espelho na alma dele, e apesar de naquele momento, na porta de casa dele, quando o meu olhar cruzou o dele e a minha alma mentiu ao meu corpo... apesar disso, as nossas diferenças foram feitas para encaixar umas nas outras.

O amor é irresistível e inexplicável...




segunda-feira, 3 de junho de 2013

...

Todos os dias peço em silêncio que me perdoes... todos os dias peço que voltes a lembrar-me com um sorriso.
Quis amar-te...amei-te e amo, quis viver-te e acabei a perder-te...
Todos os dias sonho com a tua pele, com o teu abraço apertado, com o teu jeito frio de ser quente.

Errei ao deixar de acreditar, errei ao ver-te contra mim e não comigo, errei quando achei que conseguia não te ter por perto.
Errei ao ser impaciente, errei ao deixar que a sede de amor me secasse.

Perdoa-me por ser fraca, por não saber esperar...

Perdoa-me...





quarta-feira, 22 de maio de 2013

Sorriso de amor alegre

Tenho saudades de ver o céu brilhar, de deitar a cabeça e sentir o aroma das tuas palavras, de sonhar mesmo que acordada com o sabor da tua pele.
Queria caminhar nos teus sonhos, dormir sobre os teus pensamentos, mergulhar no teu olhar.
Tenho saudades do teu sorriso de amor alegre, do som da tua guitarra nas nossas melodias, de escrever-te com as minhas mãos.
Quero voltar a sentir-te na madrugada, apaixonar-me pelo o teu sono de criança.
Tenho saudades de ainda não te ter tido, tenho saudades de viver apaixonada, de ter-te como meu no nosso infinito.

Tenho saudades...



terça-feira, 21 de maio de 2013

Tu!

Respiro-te com cheiro de mar,
Abraço-te em braços de mel...
Quero ouvir-te em toda a minha vida,
Viver-te com a claridade da luz,

És mais que minha alma insana,
És fonte do meu viver,
Mais do que fruta colhida,
És a minha pele em cada renascer...

Tu és o meu ar, o meu sabor,
És força maior que nascer...
És fonte e água e sal...


Tu és o meu viver...




quinta-feira, 16 de maio de 2013

O que se vai ouvindo por aí...

Lego!

Sabes o que isto quer dizer?...

Tens uma pilha enorme de legos, e nessa pilha procuras e procuras o encaixe perfeito, até que o encontras...
Pelo caminho foste encontrando outras peças que também foram encaixando e que foram servindo, mas a tua busca teve de continuar, até que ficas com a certeza que a encontraste... o encaixe mais que perfeito... "Lego"... Agora é só fazeres a construção mais que perfeita...




sábado, 11 de maio de 2013

Encontrei-te no acaso, no imprevisto e sem querer dei por mim a querer-te...
Vivo-te no infinito, assisto ao teu olhar como uma plateia sem fim, decoro cada arrepiar da tua pele, guardo-te para seres eterno...


quinta-feira, 9 de maio de 2013

Quero...

Quero namorar-te com os meus sonhos,
Amar-te com os meus beijos!
Beijar-te com os meus abraços...

Quero seguir-te com o meu respirar,
Tocar-te com o coração,
Sentir-te com a alma...

Quero casar com a tua pele,
Sentir o sabor do teu sorriso!
Cheirar o calor do teu regaço...

Eu quero...



terça-feira, 7 de maio de 2013

Ainda não é a hora...

Hoje senti a tua falta, senti a cama vazia e o quarto em silêncio, procurei-te por momentos, chamei por ti com o olhar, e tu chegaste em pensamento, ao meu ouvido disseste que ainda não era a hora e eu entendi-te. Pedi desculpa pela minha ansiedade e tu tranquilizaste-me dizendo que me amas.
Fechei os olhos e ouvi as tuas palavras, aquelas que me dizes quando me envolves nos teus braços... "queria meter-te dentro do meu coração"
Senti-te comigo... e disse... quero viver-te em todos os meus dias... quero amar-te sempre com a mesma liberdade e a sentir-te com este sabor...





Tudo a seu tempo, e tudo no seu esplendor, sei que és meu... e eu tua...




sábado, 4 de maio de 2013

Á deriva... com inteligência

E eis-nos aqui à deriva, como que largados para que toda a nossa inteligência seja testada. Desde o dia em que nascemos somos colocados à prova, somos felizes, sofremos, choramos, sorrimos, tudo isto faz parte da nossa vivência. Nem sempre acontece como queremos, ou como desejamos, e então é aí que a nossa inteligência entra, ou nos entregamos... ou lutamos, por nós, por alguém ou por algo. A isto se chama viver. Lamentar... não... sorrir e enfrentar de novo, nos fortalecer e encarar cada descida como uma nova oportunidade de subida.
Hoje eu sou feliz, sinto-me inteira... com grandes coisas? Não, com as coisas mais simples da vida... se vai ser sempre assim?... Não sei... mas quem sabe? Ninguém...

Devemos viver e viver intensamente, olhar para tudo o que nos rodeia e sentir sempre a sua melhor parte, sentir as coisas boas e sorrir com elas e mesmo quando sentimos as más, aprendemos com elas e acabamos a sorrir também.

Aproveitar todo o nosso tempo e preenchê-lo de inteligência e sabedoria, aprender a sorrir com o que um dia nos fez chorar. Porque as certezas são apenas duas... é que nascemos e que um dia havemos de morrer.


Aproveitem a vida, o momento... vivam com toda a vossa entrega, sejam felizes e façam tudo o que esperariam ver feito por vocês...